Ao usar nosso site, você está aceitando o uso dos nossos cookies.

Ed Arruda* em “O Silêncio das palavras”

Presente do presente** O tempo é surdo às censuras: tempo ruim, escorregadio, de crise ou guerra, não importa. Está na companhia festiva da luz do sol, das escuras nuvens carregadas de eletricidade ou lua de brilho leitoso e sombras de mistério a esconder amor e…

Índex* – Junho, 2016

Quando a vejo Ao luar Parece uma serpente  Que por algum desvio No destino Perdeu o poder De matar * Brilha a lua Brilha a minha Face obscura Por saber Que existe Uma saída Por sentir Que insiste Uma ideia De vencer  Um pouco mais…

Índex* – Abril, 2016

  Manoela inventou uma história em que tudo acaba bem: pais, irmãos, primos e tios, amigos e inimigos. Ela fez circundar pelo seu corpo energias positivas que feito estrelinhas enfeitaram os seus cabelos.  Lançou pelo ar o aroma dos lírios florescentes, e a pureza penetrou…

Índex* – Janeiro, 2016

Amanda aguarda ansiosa os acontecimentos amadurecendo na árvore antiga. Ela vê os galhos crescendo tortuosos, ela trilha os caminhos mais escuros. Então faz a Paciência brotar verdinha no último botão em flor de Dezembro. (“A Paciência não tem hora de chegar”, Patricia (Gonçalves) Tenório, 29/12/15,…

Índex* – Maio, 2015

Eu descobri (Tão) simples Assim Que gosto mesmo (É) mais de Mim Hoje em dia Chamam de egoísmo O que seria  Individualismo sadio (Em outros tempos) Quando eu era Menina Ouvia da aeromoça A filosofia de avião: De que só ajudasse  Ao outro A colocar…

“Eu, comigo e Deus” | Patricia Tenório*

16/01/14   Ficava em 20, Maresfield Gardens, num subúrbio de Londres. Vindo de metrô, descia na estação de Hampstead Northern, atravessava a rua e subia uma ladeira. Me perdi duas vezes até encontrar a placa da casa-museu, uma casa de dois andares, tipicamente inglesa. A…

Índex* – Novembro, 2013

Tarde te amei, Beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei. Sim, porque tu eras dentro de mim e eu fora ali te procuravas. Desta forma, me jogava sobre as belas formas da tua criatura. Eras comigo, e eu não era contigo. Me tinham…

Revisitando Patricia Tenório* – Novembro, 2013

Nesta edição, revisitamos “O príncipe, de Maquiavel | Uma leitura de Patricia Tenório”, de Janeiro de 2012. Link permanente:  http://www.patriciatenorio.com.br/?p=3164    O príncipe, de Maquiavel | Uma leitura de Patricia Tenório    Há quase 500 anos, um homem escreveu um dos maiores tratados sobre a guerra e…