Ao usar nosso site, você está aceitando o uso dos nossos cookies.

Índex* | Agosto, 2021

Escrevo Um livro novo Feito palavra Em flor Feito botão De rosa Desabrochando Em meus Sentidos * Com tato Paladar E o aroma Das frases Chega Em visão Harmoniosa Canção cheia De sustenidos E lá bemol * Para aquietar O sexto Sentido Aquele Da intuição…

Estudos em Escrita Criativa On-line | Agosto, 2021

No mês de agosto de 2021, visitamos a escritora paulista da Casa do Sol Hilda Hilst e recebemos o jovem escritor e professor paulista/pernambucano Fernando de Mendonça. * Primeira Aula do Módulo 8: * * Na primeira aula do módulo 8, descobrimos o conceito de…

Poema de Altair Martins*

66. NÓS, OS QUE ENVELHECEMOS À FORÇA                                                Ao Pedro Gonzaga A nossa geração não se reconhece agora na tinta original da estação. Aqui (parece ontem) o véu não acenou do trem. Atrasados assim como a sombra, sem luz e sem libido, aceitamos o que…

Índex* | Julho, 2021

Duvides Do que tu escutas Mas não duvides De quem tu és * A vida Se oferece Inteira E tu escolhes O que já Se encontra Em ti Nas qualidades Nos defeitos Um mundo De maravilhas Beleza E milagres Que habita Ao alcance Da tua…

Estudos em Escrita Criativa On-line | Junho, 2021

Chegamos ao centro do país para visitarmos a senhora de Goiás, Cora Coralina, e conhecermos o processo de criação da jovem escritora do Mato Grosso do Sul, Moema Vilela. * Primeira Aula do Módulo 7: * * Na primeira aula do módulo 7, descobrimos a…

Poema de Altair Martins*

59. UM EPISÓDIO DE CULPA Fui um vulto no ar que a noite bafeja. Me despaço no que fiz e no que hoje trago de tudo que esteve sob o foco de uma câmera fotográfica. Um cão guarda um carro de compras de supermercado e…

Poema de Cilene Santos*

QUERO Eu quero ser a flor Que perfuma e enfeita O teu jardim O teu anjo querubim O sorriso que sorris Quando olhas para mim Quero ser o mar Que deslumbra os teus olhos E da noite tua quero ser o luar E se puder…

Índex* | Junho, 2021

Para Bruno e Assis * O aniversário É aquele dia Em que o tempo Para O sangue Agita A vida parece Uma longa estrada Cheia de pegadas Do bem que fizemos Da música que tocamos Das palavras escritas No coração vazio E ganharam Forma Luz…