Ao usar nosso site, você está aceitando o uso dos nossos cookies.

Índex* – Janeiro, 2021

Cantar a vida, Chorar a morte, Numa ilusão perdida, Na descrença da sorte. Esta vida não é escolhida, É uma viagem sem passaporte, Sem rumo e indefinida, Até que a morte nos transporte. Aí teremos a certeza Do infinito e sua beleza, De um bem…

Escrita Criativa em mim* | Patricia Gonçalves Tenório**

Janeiro, 2021 Capítulo 6 – Os mundos de dentro: residências de artistas e o ambiente acadêmico             No capítulo 5, investigamos o que o dia a dia em uma editora – a preparação dos originais, a revisão do texto, a editoração do livro – pode…

Ficção & Crítica* | Iaranda Barbosa**

_____________________________________ * Salomé. Iaranda Barbosa. 1. ed. Recife: Selo Mirada, 2020 & Horizontes de La Escalera: A presença do modo fantástico na poesia latino-americana. Iaranda Jurema Ferreira Barbosa. Orientador: Alfredo Adolfo Cordiviola. Recife: UFPE, 2020. ** Iaranda Barbosa é crítica literária, escritora e professora formada…

Índex* – Outubro, 2020

Quando leio Os olhos teus Têm passagens preciosas Cenas misteriosas De um tempo Que não é Meu * Eu caminho Por veredas Inesperadas Vales Montanhas Escarpadas E posso Com a ponta Dos meus dedos Sentir a pele Das palavras De quando A tua história Se…

Sinos = Campanas* | Clauder Arcanjo**

Quero a brevidade da arte, que se eterniza nos dobres de um sino e no ombro do pássaro fugaz. * Quiero la brevedad del arte, que se eterniza em los repiques de uma campana y en el hombro del pájaro fugaz. (Clauder Arcanjo) Sinos de…

Índex* – Novembro, 2019

Mas estou aqui Sob os braços Da árvore Frondosa Que é a vida   Ela não me pergunta Se estou certa Se estou errada Apenas Banha-me com os Acontecimentos E deles Retiro Alimento   Para compor Alguns versos Escrever umas Páginas E respirar Feliz (“Porque…

Índex* – Junho, 2019

Um herói Nasce Em cada Gesto meu Em cada Monte alto Que escalo Em busca De um novo Sonho Em luta Por uma nova Estrela Que cabe Aqui Na minha mão Que prego Aqui No meu peito E nada Ninguém Consegue De mim Separar (“Sonho…

Índex* – Janeiro, 2019

Hoje acordei Com o mar De Sophia Breyner  O desassossego  De Fernando Pessoa E umas palavras Pulsando no peito Querendo nascer   Uma canção de infância Uma dança de roda Ver a lua nascer Redonda O sol brotar Imenso   E eu Na pequenez Desses…