Quem é

Patricia Tenório – Recife – PE, Brasil, 1969.

Intitula-se artista, abrangendo todas as áreas onde pulsar a emoção no contato com a
Arte.

Patricia Tenório – Recife - PE, Brasil, 1969.
Patricia Tenório – Recife – PE, Brasil, 1969.

2005 – Lança seu primeiro livro, O major – eterno é o espírito (Edição do Autor), que recebe, no mesmo ano, menção honrosa em ficção no Prêmio Literário Cidade do Recife.

2006 – Lança a fábula As joaninhas não mentem (Editora Calibán, Rio de Janeiro).

2007 – Grãos (Editora Calibán, Rio de Janeiro), contos, poesias e crônicas, é lançado em setembro de 2007.

 2008 – Recebe o prêmio de Melhor Romance Estrangeiro da Accademia Internazionale Il Convívio, da Itália, com As joaninhas não mentem. Recebe o prêmio Dicéa Ferraz em Poesia e Conto da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro com Grãos.

2009 – Lança A mulher pela metade (Editora Calibán, Rio de Janeiro), ficção.

2010 – Lança simultaneamente D´Agostinho (poesias a partir dos estudos de “Confissões”, de Santo Agostinho) e Diálogos (contos dialógicos). Adapta três contos para o curta-metragem Diálogos. Direção: Patricia Tenório. Produção e figurino: Jorge Féo. Utiliza a técnica de comunicação entre diversas áreas artísticas (teatro – os atores, cinema e literatura, as locações que apontam como setas umas para as outras): “Olhos fechados”, com Ísis Agra e Thiago França; “O domador de bolas de sabão”, com Kleber Lourenço; “Prisão perpétua”, com Hermínia Mendes, Renata Phaelante e Juan Guimarães.

2011 – Diálogos vence a 4ª edição do Banquete de Curtas – Cine Banquete – Recife  PE.

         – Adapta o texto de As joaninhas não mentem para o teatro. Direção: Jorge Féo. Com Ísis Agra, Thiago França, Elilson Duarte, Jay Melo e Romero Brito. Estreia em maio de 2011 no SESC – Palco Giratório, tendo sua primeira temporada no Teatro Joaquim Cardozo – UFPE, em junho de 2011.

26 de janeiro de 2012 – Recebe o prêmio Vânia Souto Carvalho, ficção, da Academia Pernambucana de Letras por Como se Ícaro falasse.

Participou, no Brasil e no exterior: Trimestrale di Poesia Arte e Cultura dell´Accademia Internazionale Il Convívio, Itália, 2008, 2010 e 2011; Antologia de poesia sobre música – Divina Música, organização Amadeu Baptista, Conservatório Regional de Música de Viseu – Portugal, 2010; L´Estracelle, Bulletin d´Information, Maison de la Poésie Nord – Pas de Calais – França, 2010; é selecionada para a IV Antologia de poetas lusófonos, Leiria – Portugal, 2011; através do V Concurso Crônica e Literatura: prêmio Ferreira Gullar (MG – Brasil), é selecionada para a publicação Emoção repentina, vol. III – Outono, no prelo, a ser lançada em fevereiro de 2012. 

Traduziu para o português entrevista com Yves Bonnefoy (França), poemas de Isabelle Macor-Filarska e Denis Emorine (França); poemas de Marisa Provenzano, Francesco Piccione e Alfredo Tagliavia (Itália).

www.patriciatenorio.com.br

patriciatenorio@uol.com.br