A história por trás de Recife Assombrado: o filme* | Adriano Portela**

 

O flerte com a temática assombrada já me acomete faz mais de treze anos, primeiro com a fantástica descoberta do livro Assombrações do Recife Velho (1955), de Gilberto Freyre e segundo com a realização cinematográfica (curta-metragem), de alguns filmes envolvendo o universo do sobrenatural, a exemplo do documentário Menina Sem Nome (2007) – finalista em vários festivais – e das ficções O Sobrado de São José (2006) e Prenúncio (2009). Hoje, com uma imensa euforia, concretizo esta incursão com o lançamento do longa-metragem Recife Assombrado (2019). O filme é uma homenagem ao mestre Gilberto Freyre e um presente para os pernambucanos que são fissurados nas nossas assombrações, causos, contos, lendas e mitos.

[…]

O elenco de Recife Assombrado é formado quase 100% por atores pernambucanos, alguns estiveram presentes no meu primeiro curta O Sobrado de São José (2005), como Márcio Fecher, ator de Bacurau (2019) e Supermax (2016). Na trama Fecher dá vida ao vilão Jair das Almas. Eu e toda a equipe acreditamos muito no potencial deste personagem. Jair tem algo de real e surreal ao mesmo tempo, uma persona que promete marcar a história do cinema pernambucano. Também estão comigo desde a leva do primeiro filme, o preparador de elenco, Taveira Júnior e o maquiador Vinícius Vieira.

[…]

Encaro Recife Assombrado O Filme como uma deliciosa aventura de quatro anos, quase uma copa do mundo, com pólio garantido ainda na pós-produção, coordenada pelo talentoso Henrique Spencer. Uma felicidade ter quase todo o estado de Pernambuco torcendo pelo êxito do produto, deste filme que deixa de ser meu antes mesmo de estrear. Agradeço o apoio constante dos familiares, amigos, alunos, integrantes da Cobogó das Artes e as equipes excepcionais da Viu Cine e Portela Produções. Devo a Gilberto Freyre e a Carneiro Vilela a inspiração e a pulsão das ideias. E a todos os recifenses que, assim como eu, se encantam com o imaginário popular desta cidade, um viva a esta obra e vida longa às histórias da capital mais assombrada do Brasil!

 

________________________________

IMG_9789

________________________________

* Trechos extraídos do Prefácio de A história por trás de Recife Assombrado: o filme. Bruno Antônio, Erickson Marinho, Ulisses Brandão. Colaboração: Afonso Bezerra. Prefácio: Adriano Portela. Apresentação: Vinícius Cavalcanti. Fotos: Diego Hercullano. Ilustrações: Marília Feldhues. Recife: Viu Marcas, 2019.

** Diretor de Recife Assombrado O Filme. Também é jornalista e doutorando em Teoria da Literatura pela UFPE e ministrante da disciplina Literatura e outras artes em 2020.1 na primeira turma da Especialização Lato Sensu em Escrita Criativa Unicap/PUCRS. Contato: reporterportela@gmail.com