“Janelas”* | Patricia Gonçalves Tenório**

Natália olha para as persianas fechadas da sala 605 do bloco G4.

Ela lembra da cachorrinha que levou para passear naquela manhã. Foram para a padaria comprar uns biscoitinhos salgados, mas o padeiro Seu José não deixou elas entrarem, pois É proibido cães.

Lembra do parque da Jaqueira, com seus aromas recifenses, o gosto de jaca dura na boca crocateando devagar, até passaar pelo esôfago, chegando ao estômago, recebendo o suco gástrico.

Lembra que não pôde entrar no parque, pois também É proibido cães, atravesssou a rua, caminhou uns três quarterões com a cachorrinha Preta, até o professor Arthur apitar aquele bendito despertador de celular lembrando que terminou o tempo, acabou a tarefa, e as persianas continuam fechadas na sala 605 do bloco G4.

 

_________________________________________

PHOTO-2019-10-18-21-47-09

PHOTO-2019-10-18-21-47-43 (1)

PHOTO-2019-10-18-21-47-43 (4)

 

_________________________________________

* Exercício ministrado pelo Prof. Arthur Telló na disciplina Oficina de Narrativa I – Conto na primeira turma de Especialização Lato Sensu em Escrita Criativa – Unicap/PUCRS.

** Patricia Gonçalves Tenório (Recife/PE, 1969) escreve prosa e poesia desde 2004. Dezesseis livros, cinco no prelo, com premiações no Brasil e no exterior, entre elas Primo Premio Assoluto por A menina do olho verde (em outubro, 2017), pela Accademia Internazionale Il Convivio, Itália), e Prêmio Marly Mota (2013) da União Brasileira dos Escritores – RJ pelo conjunto da obra. Mestre em Teoria da Literatura (UFPE) e doutora em Escrita Criativa (PUCRS), ministrante dos Estudos em Escrita Criativa  desde 2016 e organizadora das coletâneas Sobre a escrita criativa I (2017), II (2018) e III (prelo, 2020). Contatos: patriciatenorio@uol.com.br, www.patriciatenorio.com.br