O Natal de Bernadete Bruto* & Cilene Santos**

LEMBRANÇAS DE NATAL

Bernadete Bruto*

Recife, 11 de dezembro de 2018.

 

A bola era colorida e no Natal ela sempre sonhará como era bela aquela bola…

Os filhos andavam sempre junto da mãe.

Em dezembro não se trabalhava, nem estudava.

As férias eram na praia.

Há tempos a menina está na rua escrevendo sua nova vida.

Há muito os filhos largaram a mão da mãe.

Nas festas todos dançavam felizes.

A música vem do celular, quando Lennon não mais está aqui. Nem Vinícius, nem mais os amores idealizados. Ouve-se uma canção. É de Natal: I feel it in my fingers… ah! A canção nem mesmo é em português! Mas o Natal está em volta.

A menina pode brincar segura em casa que Papai Noel vai chegar e papai está em casa. Mamãe está viva! Vamos todos à missa do galo. Depois, na casa da vovó todos se abraçarão em breve. Aquela casa que já nem existe mais… Embora esteja na eternidade da alma.

Agora, as iguarias estão na mesa, alguns parentes envelhecidos ainda estão presentes (talvez o maior presente de Natal). No ar, o amor e olhar são os de sempre. O coração enxerga além.

Nesse ínterim, cinco mulheres seguem seu destino. Cada qual em seu tempo e idade, escolhas, dentro desta cidade e com amizade, juntas, comemoram com singeleza as mais puras lembranças de Natal.

 

O SENTIDO DO NATAL

Cilene Santos**

Recife, 21/12/2018

Natal! Festa deslumbrante.
Momento de muita luz.
Dia em que celebramos
A chegada de Jesus.
Como num deslumbramento,
O mundo se transfigura.
Dentro de cada pessoa,
Nasce nova criatura.
E esta metamorfose
Que ocorre em toda a gente
É o reflexo da nobreza
Da energia transcendente
Que emanou naquele dia
Em que Jesus complacente
Se fez menino e ensinou
A toda a humanidade
Que só o amor e o perdão
Purificam a nossa alma
E dão a oportunidade
De nos tornarmos Cristãos.
Que todos nós entendamos
Sua mensagem de amor.
Despertemos nova vida
E vivamos praticando
O que Ele ensinou.

 

________________________________________

* Bernadete Bruto (Recife/PE, 1958) é bacharel e licenciada em Sociologia, com especializações na área de Recursos Humanos e Direito Administrativo. É analista de gestão do metrô de Recife e poeta performática. Membro da União Brasileira de Escritores – UBE, da Associação dos Amigos do Museu da Cidade do Recife – AMUC, parceira da Cultura Nordestina Letras e Artes e participa da Confraria das Artes e dos Estudos em Escrita Criativa. Tem quatro livros publicados, sendo três coletâneas de poesias, Pura impressão (2008), Um coração que canta (2011), Querido diário peregrino (2014), e um infantil, A menina e a árvore (2017). Participa de antologias, assim como de diversas apresentações poéticas e performáticas. Contatos: bernadetebruto@gmail.com e www.bernadetebruto.com

** Cilene Santos, escritora, poeta, cordelista. Professora graduada em Letras, com especialização em Língua Portuguesa. Membro da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel, ocupando a cadeira nº 08, e tem como patrono Dimas Batista. Publicou Branca de Neve e os Sete Anões em Versos e a vida de Joel Pontes, em cordel. Participou dos Estudos em Escrita Criativa 2018 de Recife. Contato: cilenecaruaru2013@gmail.com