“A dama do jardim”* |Maria Dona

A amiga

 

Ela avisou que viria.

 

Chegou na hora certa,

trouxe um abraço e um presente.

 

Melhor ainda foi a lorota

que durou.

 

Só depois teve doce,

água, suco e castanha.

 

Mais conversa,

mais fofoca.

 

Seria bom se todo dia

a tarde fosse assim.

 

Eu não pensaria

nas coisas que são ruins.

 

Agora me lembrei,

ela esqueceu

o pé de jasmim.

 

Amanhã na missa

eu vou levar, sim.

 

A caminhada

 

Não sou eu,

somos nós,

com nossos nós

e a mistura dos ais

e da palavra jamais.

 

Escolha apressada,

mas é melhor seguir

o caminho

e ficar calada.

 

 

Estrela guia

 

Têm muitas palavras

que ficam no pensamento,

mas são levadas pelo vento.

 

É bem melhor

a gente nem dizer,

é mais prudente.

 

Se perde, se ganha,

quem sabe, um dia,

cai uma estrela guia

e a batalha alivia.     

 

________________________________________________

* A dama do jardim. Maria Dona. Mossoró, RN: Sarau das Letras Editora, 2015.