Poemas de Mestrado | Patricia Tenório*

São 10 anos de escrita, 45 anos de idade.

Em homenagem, selecionei 10 dentre os mais de 50 poemas que escrevi e postei no Facebook de Março de 2013 a Novembro de 2014, poemas que escrevi nesse momento tão especial de minha vida, Poemas de Mestrado

E 10 Imagens de momentos únicos desse “longo, perigoso, tortuoso caminho” que é a Vida… E valeu!

 

Mim mesis mesma

05/10/13

Ouço Tom

E o tom acalma

As minhas células cerebrais

Ativadas

Esgotadas

Com as perguntas

Que um amigo fez

As perguntas

Que são apostas

Às respostas

Que me fiz um dia

E quem diria

Que da música do maestro

Em mim brotasse a letra

Aquela embalsamada

Em óleos ancestrais

Que flutuava e flutuava

Pelo espaço

Desafio

24/03/14

O verso preso

Na ponta dos dedos

Na ponta dos lábios

Se soltou

Como passe de mágica

Como passa o tempo

Feito poeira fina

No vento

Balançando os galhos

Da árvore amiga

A árvore antiga

Dos meus versos nus

Fazer teoria

Atrapalha a poesia?

Pergunta um filho meu

Eu me calo

E reticente

Procuro a foto

Do nascimento

Deste mesmo filho meu

E lá no fundo

Escondido

Entre as rugas do nascido

Brilha o verso

Passa o tempo

Feito poeira fina

No vento

Balançando os galhos

Da árvore amiga

E as joaninhas não mentem

30/06/14

Pediram

Para eu contar

Meu segredo

Mas um segredo

É uma pétala

De flor

Que ao se revelar

Morre

Que ao se contar

Mente

Não sei mais

Mentir de verdade

Com asas de borboleta

Caules de girassol

Então pergunto

Às joaninhas

Que habitam

Cada um de nós

Como se faz

Poesia?

 

Elipse narrativa

11/07/14, 18h00

Feito a lua

Quando plena

A maré rasa

Quando nova

A maré cheia

Vivo assim

Cíclica

(Melhor)

Elíptica

Deixando você

Preencher

Meus espaços

Vazios

 

Um presente de rei ou O lobo da estepe

19/07/14

Dizem que o amor

É para os loucos

É para os poucos

É para os bons

Você me deu

Uns poemas assim

Do tamanho

Dos meus sonhos

E eu aqui

Com o seu presente

Embrulhado em jornal

Para lembrar

Que a vida é

Tão pequenina

Que o meu tempo

De menina

Transparece agora

Nos seus olhos de cristal

Fazendo (o) amor com as estrelas

27/07/14

O silêncio é ouro

Mas sempre resta

Um pouco

Nos meus dedos nus

Que tomam

A palavra

Saída dos teus lábios

Saída do teu peito

Numa manhã de domingo

Antes do alvorecer

E a escrevem

Nas entrelinhas

De um poema novo

A rainha de Sabá

18/08/14, 06h50

Queria ter

Outra vida

Em que pudesse

Ser

Eu mesma

E somente

Amar

Estou cansada

Dessas

Guerras

Estou cansada

Dessas

Brigas

De quem é melhor

Do que

Ninguém

Estou cansada

De odiar

Um livro por vir ou A teoria da ficção

26/08/14, 17h30

Eu inventei

Tudo agora:

A paz

Em cada esquina

Os meus sonhos

De menina

A desenhar o teu rosto

Junto a mim

Junto a nós

Filhos que nos amam

Filhos que se amam

No pôr-do-sol

Reticente

De uma história

Por vir

De volta para o futuro

13/09/14, 18h10

Hoje

A flor é flor

A terra é terra

Nada mais

Nada menos

Não há ficção

Só a realidade

De nossos braços

Vazios

De tuas asas

Abertas

Alcançando o mundo inteiro

Cobrindo o mundo inteiro

E nós

Que aqui estamos

Por ti esperamos

Até o final dos tempos

 

Detalhes (tão pequenos) de nós todos

13/11/14, 12h45

Sou uma escritora

De aromas

Escrevente

De amores

Que tombam

Assim

Entre os meus braços

E caem

Assim

Sob os meus olhos

De amante da vida

Amante dos sonhos

Nos mínimos e mínimos detalhes

 

Joaninhas 2006

 

Joaninhas Paris 2006

PATRICIA TENORIO  E O POETA CESAR LEAL,

Coleção de Bolso Calibán 2008

A mulher pela metade 2009

DAgostinho e Diálogos 2010

19.março - joaninhas 047-1 pequeno

Como se Ícaro falasse 2012

 

 

Intersemiose 2013-2

 

Alba Iulia VII

 

**

____________________________________

Patricia Gonçalves Tenório é escritora de poemas, contos e romances desde 2004, tem 8 livros publicados e é mestranda em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco, linha de pesquisa Intersemiose, com o projeto O retrato de Dorian Gray: um romance indicial, agostiniano e prefigural, sob a orientação da Prof. Dra. Maria do Carmo Nino. Contatos: www.patriciatenorio.com.br e patriciatenorio@uol.com.br

** (1) 2006 – Lançamento de As joaninhas não mentem – Recife – PE – com Maria Eduarda, Vítor e Bruno.

(2) 2006 – Lançamento de As joaninhas não mentem – Librairie Portugal – Paris – França.

(3) 2007 – Lançamento de Grãos – Recife – PE – com César Leal.

(4) 2008 – Lançamento Coleção de Bolso Calibán – Recife – PE – com Edson Nery da Fonseca.

(5) 2009 – Lançamento de A mulher pela metade – Recife – PE.

(6) 2010 – Lançamento de D’Agostinho e Diálogos – Recife – PE.

(7) 2011 – Ensaio da Adaptação Teatral As joaninhas não mentem – Recife – PE – com Thiago França, Ísis Agra, Elilson Duarte, Jay Melo e Romero Ferro.

(8) 2012 – Lançamento de Como se Ícaro falasse – Recife – PE – com Clauder Arcanjo.

(9) 2013 – Último dia de aula de “Intersemiose” – Pós-graduação em Letras UFPE – Recife – PE – com Prof. Maria do Carmo Nino, Eron Villar, Ingrid Rodrigues, Bruno Piffardini, Fernando Ivo, Luis Gustavo Dias, Roberta Muniz, Joanita Baú, André Santos, Érika Albuquerque, Vinícius Gomes e  Mirella Izídio.

(10) 2014 – Lançamento de Sans Nom / Fara nume – Alba Iulia – Romênia – com Christian Tamas, Brandusa Tamas e Flavia Cosma.