Fotografias e Poemas* | Nataercia Rocha**

digitalizar0006

ar

 

As forças diminuem

Enquanto penso em desistir.

Corpo pesado

Mente lenta

Dores fortes.

Mergulho profundo

Mas não me afasto da superfície.

Peço ajuda

E os sinais rareiam.

Nado em desespero

Respirando sem consolo.

Alma machucada

Espírito dorido.

Desejo encontrar a entrada

E emergir daqui.

digitalizar0007

cativos

 

 

Deixo seguir a vida

Esquecendo a realeza

Que sublima desejos

Em calabouços sem misericórdia.

Castigo o corpo e puno a alma

Enquanto olho, sem ver,

A liberdade que ficou por vir.

Refaço cortes profundos

Que sangram até a morte.

digitalizar0008

ausente

 

 

Saio de cena e te ofereço o tempo da escolha

Entro na estrada e me concedo a extensão da liberdade.

Arbítrios sem árbitros

Armagedons

Para amar e armar os dons

Desço do tablado e caminho rumo ao infinito

Subo no muro

E observo a suspensão nos Jardins da Babilônia.

__________________________________

*Extraídos de Rumo Norte, Nataercia Rocha, 2ª edição. Fortaleza – CE, 2011.

** Nataercia Rocha é formada em Jornalismo pela Universidade de Taubaté, São Paulo. Repórter do Caderno 3 do Jornal Diário do Nordeste fez parte da segunda turma da Escola de Dramaturgia do Museu da Imagem e do Som (MIS) na década de 90, sob a direção do cineasta Orlando Senna. Contato: nataerciarocha@gmail.com