Camicase* – O Poeta de Meia-Tigela**

Se luto contra tudo contra todos

é que estou em combate também contra

mim. Se trago a ofensa já na ponta

da língua é que conheço os desaforos

 

tantas vezes cravados em meu corpo.

Se tenho engatilhada a arma que aponta

tonta para inimigos cuja conta

perdi é que também caio em desgosto

 

comigo. Se desdenho do ser ou

não-ser das coisas tanto se dá por-

que não concebo meu próprio sentido.

 

Se do mundo aparento gostar pou-

co jamais requestando seu favor

é que não finjo. Vou: limpo, despido.

 

o2-o3.11.99

 ___________________________

* Extraído de Concerto Nº 1nico em Mim Maior Para Palavra e Orquestra. Poema, 2010

* O Poeta de Meia-Tigela nasceu na cidade de Fortaleza, Ceará, em 1974. Participou em 2007 da Antologia Massanova – Poesia Contemporânea Brasileira e publicou em 2008 o Memorial Bárbara de Alencar & Outros Poemas (uma coletânea do 2º Movimento do Concerto Nº 1nico em Mim Maior Para Palavra e Orquestra. Poema). Contato: poetademeiatigela@yahoo.com.br