Posts com

Índex* – Março, 2020

Pára a vida

Vejo o lúdico

Que

Há tempos

Não enxergava mais

 

Não acelero mais

O passo

O ritmo

Os acontecimentos

As pessoas

Vão e vêm

Devagar

 

Como se o mundo

Acabasse amanhã

E eu não pudesse

Beijar meus pais

Abraçar meus filhos

Alisar a cabeça

Da minha cachorrinha

(“Tempo de Poesia”, 17/03/2020, 16h23)

 

O tempo de poesia chegou no Índex de Março, 2020 do blog de Patricia Gonçalves Tenório.

Estudos para o século 21 | Patricia Gonçalves Tenório (PE – Brasil).

Livros-presentes de Antonio Aílton (MA – Brasil).

II Coletânea Destaque Literário da Cultura Nordestina | Organização: Bernadete Bruto (PE – Brasil) e Salete Rêgo Barros (PE – Brasil). Apresentação: Elba Lins (PB/PE – Brasil).

Guardados | Sérgio Queiroz de Medeiros (RN – Brasil).

Por motivos de força maior, esta postagem foi ao ar em 29 de Março de 2020, quando havia sido programada para 22 de Março de 2020.

Infinita gratidão pelas contribuições e pelo carinho, a próxima postagem será, se Deus quiser, em 26 de Abril de 2020, desejo muita Paz, Saúde e Luz, abraço bem grande e até lá,

 

Patricia Gonçalves Tenório.   

____________________________________________

Index* March 2020

Stops the life

I see the playful

Which

A long time

I couldn’t see anymore

 

I don’t accelerate anymore

The step

The rhythm

The events

People

Come and go

Slowly

 

As if the world

Ended tomorrow

And I couldn’t

Kiss my parents

Hug my children

Straighten the head

Of my little female dog

(“Poetry Time”, 3/17/2020, 4:23 pm)

 

The time for poetry arrived at the March Index, 2020 of Patricia Gonçalves Tenório’s blog.

Studies for the 21st century | Patricia Gonçalves Tenório (PE – Brasil).

Gift books by Antonio Aílton (MA – Brasil).

II Literary Highlight Collection of Northeastern Culture | Organization: Bernadete Bruto (PE – Brasil) and Salete Rêgo Barros (PE – Brasil). Presentation: Elba Lins (PB/PE – Brasil).

Saved | Sérgio Queiroz de Medeiros (RN – Brasil).

For reasons of force majeure, this post aired on March 29, 2020, when it was scheduled for March 22, 2020.

Infinite gratitude for the contributions and affection, the next post will be, God willing, on April 26, 2020, I wish you a lot of Peace, Health and Light, a big hug and until then,

 

Patricia Gonçalves Tenório.

____________________________________________

IMG_0125

IMG_0128

**

 

____________________________________________

* Índex foi traduzido (a maior parte) apenas para o inglês por uma questão de extensão do post.

* Index was translated (most of it) into English only as a matter of the extension of the post.

** A esperança nas asas de uma borboleta, na janela do apartamento onde permaneço com Bruno, Maria Eduarda e a cachorrinha Preta. Hope in the wings of a butterfly, in the apartment window where I stay with Bruno, Maria Eduarda and the little female dog Preta.

Estudos para o século 21 | Patricia Gonçalves Tenório*

Em 21 lições para o século 21, o Ph.D. em História pela Universidade de Oxford, Yuval Noah Harari, nos alerta da necessidade de estarmos sempre nos recriando, porque, no futuro, as profissões serão líquidas, as vocações, mutáveis, os cenários, imprevisíveis.

Desde 2016 ministro aulas presenciais sobre um tema que me é muito caro: a Escrita Criativa. Em 2018, ministrei encontros temáticos, entre eles, sobre a viagem. Em 2019, me aprofundei na temática e ministrei um curso de Extensão sobre textos ficcionais e poéticos de diversos países, regiões, línguas. Visitamos escritores do mundo inteiro para de seus livros tentar extrair um pouco dos seus processos de criação.

Os vídeos apresentados uma vez por semana a partir de março de 2020 no projeto Estudos em Escrita Criativa On-line são uma tentativa de levar ao grande público o trabalho desenvolvido nessa área que abracei desde 2016. Por trás de cada livro/autor, investigamos técnicas para melhor escrever e estar sempre nos recriando, o que Harari, citado acima, considera imprescindível para a nossa sobrevivência profissional no século 21.

Começamos por alguns países da Língua Inglesa. Em O conto da aia, de Margaret Atwood (Canadá), encontramos uma sociedade distópica, mas que nos traz muitos dos elementos do mundo atual, Atwood nos apresenta a República de Gilead, depois do golpe que matou o presidente dos Estados Unidos e a maioria do Congresso americano. Por causa de vazamentos radioativos e químicos, muitas das esposas do grupo terrorista tornaram-se estéreis. As aias seriam provenientes de segundos casamentos, ou de vida sexual libertina, mas capazes de procriar crianças normais. A narradora é uma jovem de 33 anos – Offred (of Fred, general encarregado de a engravidar).

Outro romance analisado é Admirável mundo novo, de Aldous Huxley (Inglaterra). Ele também narra a história de uma sociedade distópica na qual todos são felizes, os seres humanos nascem em castas e são concebidos e crescem em bocais enfileirados numa longa gestação. São condicionados para se adequarem às respectivas castas através da hipnopedia durante o sono, e, quando algo os angustia, consomem uma droga, que não deixa resquícios, chamada soma.

Finalizamos o primeiro módulo dos EEC On line, trazendo ao centro a poetisa Emily Dickinson (EUA), o poeta romântico John Keats (Inglaterra), arrematando com um exercício de desbloqueio inspirado no grande poeta e contista Edgar Allan Poe (EUA), além de sugestões de filmes que tenham a ver com a Língua Inglesa e a Escrita Criativa. 

_______________________________

Apresentação:

Módulo 1 – aula 1 – escritores de língua inglesa – Margareth Atwood:

Módulo 1 – aula 2 – escritores de língua inglesa – Aldous Huxley:

Módulo 1 – aula 3 – escritores de língua inglesa – Emily Dickinson:

_______________________________

* Escritora e doutora em Escrita Criativa (PUCRS). Contatos: grupodeestudos.escritacriativa@gmail.com e http://www.estudosemescritacriativa.com/

Livros-presentes de Antonio Ailton*

IMG_0139

IMG_0140

IMG_0141

IMG_0142

* Antonio Aílton nasceu nos ermos de Bacabal-MA, em família sem letra, em 1968. Formação primeira: a literatura de cordel, que lia em noites de lamparinas para os ouvintes simples que chegavam. Depois das primeiras professoras, outros espaços, outros HQs, outras literaturas. Festivais poéticos da UFMA, recitais, e a vibração total da poesia dos telhados de São Luís do Maranhão. Curso de Letras. O fundamental grupo Curare de poesia, nas discussões, buscas literárias. Dois prêmios Cidade de São Luís e o Prêmio Cidade do Recife – Eugênio Coimbra Júnior, 2006. Em Recife-PE, também cursou o Doutorado em Teoria da Literatura, de 2013 a 2017. É membro da ALL – Academia Ludovicense de Letras e da AMEI – Associação Maranhense de Escritores Independentes.

Além de participação em diversas antologias, é autor dos livros As Habitações do Minotauro (poesia, FUNC-MA, 2001), Humanologia do Eterno Empenho (ensaio, FUNC, 2003), Os dias perambulando e outros tOrtos girassóis (poesia, Fundação de Cultura do Recife, 2008), Compulsão Agridoce (Poesia, Paco Editorial, 2015), Martelo & flor: horizontes da forma e da experiência na poesia brasileira contemporânea (Tese-ensaio, EDUFMA, 2018). Contatos: ailtonpoiesis@gmail.com e www.antonioailton.wordpress.com

II Coletânea Destaque Literário da Cultura Nordestina | Organização: Bernadete Bruto e Salete Rêgo Barros. Apresentação: Elba Lins*

PHOTO-2020-03-26-11-15-24

PHOTO-2020-03-27-08-37-43

PHOTO-2020-03-27-08-38-20
Patricia Tenório – Apresentação Elba Lins – PDF

* Contatos:

Bernadete Bruto: bernadete.bruto@gmail.com

Elba Lins: elbalins@gmail.com

Salete Rêgo Barros: culturanordestina@gmail.com

Guardados* | Sérgio Queiroz de Medeiros**

Preciso escrever versos

 

Como tirar poemas do peito?

 

Preciso extrair versos

enquanto o peito ainda bate.

 

Não há notícias de máquinas

que recuperam rimas

de um coração morto.

 

Preciso escrever versos!

 

São tantas palpitações perdidas

em um dia sem versos,

e cada palpitação

me aproxima do fim.

 

Preciso escrever versos,

preciso expurgar os poemas do peito.

 

______________________________

IMG_0143

______________________________

* Poema extraído de Guardados. Sérgio Queiroz de Medeiros. Editor: Antonio Clauder A. Arcanjo. Mossoró-RN: Sarau das Letras, 2019.

** Sérgio Queiroz de Medeiros nasceu em 1981, em Mossoró (RN). Em 2009, publicou o seu primeiro livro de poesia, Um lugar azul, e em 2012 o segundo, Poemas para ler na chuva. Começou a escrever Guardados quando morava em Aracaju (SE). Atualmente mora em Natal (RN), com a esposa e os filhos, e resiste à ideia de ter um cachorro.