Ao usar nosso site, você está aceitando o uso dos nossos cookies.

Índex* – Outubro, 2014

Desaprendi A contar estórias Feito se Desaprende Cantigas de ninar   Basta somente Deitar na cama A criança Que um dia eu fui Alisar os seus cabelos E dizer que O lobo mau Está longe Longe   E nada E ninguém Vai atrapalhar A nuvem…

“Reverência”* em “Grãos” | Patricia Tenório**

Reverência   Hoje na escola me perguntaram qual a história mais rápida que vivi. Bah, eu me acho um bom contador de histórias. Não é a toa que os guris do mirante no bairro de Santa Tereza me chamam quando os gringos vão ver a…

Poema do Dia | Alcides Buss

UM HINO À INFÂNCIA Aquele que acha, sombrio, que tudo está perdido, não viu a ave de luz em sua nave verbal guardada no quintal da alma, em meio a outras aves, em bando capazes de trazer o céu ao seu jardim, então deserto e…

“Uma garça no asfalto”* | Clauder Arcanjo**

Uma garça no asfalto    As cidades andam espantando as cores de suas ruas, escorraçando a felicidade de suas calçadas, ofertando seus ventres ao estéril deus asfalto, erigindo estátuas aos mitos das alturas dos prédios gaiolas, prédios arranha-céus e prende-vidas. Parece que queremos banir o…

“Os rebeldes: Geração Beat e anarquismo místico”* |Claudio Willer

NOTA INTRODUTÓRIA   Este ensaio foi preparado durante meu pós-doutorado em Letras sobre o tema “Religiões estranhas, misticismo e poesia”, como bolsista da FAPESP, no Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP. Entregue em novembro de…